titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

José Henrique Azeredo toma posse como coordenador de relações governamentais para o RN


Abrindo mais um braço de trabalho no CERNE , tomou posse hoje o novo Coordenador de Relações Governamentais para o Rio Grande do Norte, o advogado José Henrique Azeredo.

Advogado e engenheiro civil com atuação no mercado de Energia Eólica e apaixonado por Política (com P maiúsculo, como ele mesmo diz), José Henrique é sócio do escritório André Elali Advogados e da B2L (Business to Lawyers), aliança representada em 20 Estados, criada  com a proposta de prospectar e fomentar operações de grande vulto e que hoje já conta com ativos negociáveis da ordem de R$ 9 bilhões. Foi Diretor de Avaliação e Acompanhamento de Projetos Especiais da Secretaria de Planejamento, Fazenda e Tecnologia da Informação de Natal/RN, onde acompanhou projetos voltados à Copa 2014.
Azeredo vem fortalecer a equipe que coordena as relações governamentais entre o CERNE e as três esferas de governo.  Já fazem parte dessa equipe, o advogado João Paulo Madruga, responsável pelas relações governamentais com o Governo Federal e Armando Abreu, Coordenador de Relações Governamentais para o Estado do Ceará.
O novo coordenador deverá auxiliar a coordenação, juntamente com cada diretor setorial respectivo, nas ações do CERNE relativas ao Governo do Estado do RN e demais entidades de representação política.  
 Durante a reunião que marcou a posse de Azeredo, o Diretor-geral Jean-Paul Prates apresentou a estrutura do CERNE e enumerou os projetos que estão em andamento nos diversos núcleos, como, por exemplo, o mapeamento de parques e  de reservas minerais, trabalhos desenvolvidos para serem realizados por instituições governamentais e/ou  empresas privadas.
Jean-Paul Prates explicou o papel do CERNE como instituição “pensante”, voltada para antecipar problemas e propor soluções, além de elaborar proposições de estratégias e de normatização de novos negócios  ligados aos setores de recursos naturais e energia.
Azeredo elencou as possibilidades de intervenção vislumbradas e afirmou estar entusiasmado e confiante com a nova missão.

Nenhum comentário:

.