titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Governo do Estado, FIERN e SENAI promovem Workshop "Identificação de Oportunidades e Investimentos com a China"

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por iniciativa da Secretaria de Energia e Assuntos Internacionais (SENINT) e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEC), com o apoio da Federação das Indústrias do Estado (FIERN) e do SEBRAE-RN, realizará o 1o Workshop de Negócios RN-China, com o tema "Identificação de Oportunidades e Investimentos com a China".

O evento será na QUINTA
-feira, dia 18 de março de 2010, na Casa da Indústria, em Natal.

O
público-alvo é composto de empresários, empreendedores, profissionais liberais e dirigentes de entidades empresariais do RN interessados em iniciar ou aprimorar conhecimentos sobre as oportunidades de negócios e desafios relacionados com a China, além de integrantes das áreas de Desenvolvimento Econômico (Agricultura, Turismo, Indústria, Comércio e Serviços), Planejamento e Finanças, Energia e Relações Internacionais dos governos estadual e de municípios do RN.

Caso haja manifestações de interesse, iremos viabilizar a vinda de dois especialistas no assunto para apresentar,
gratuitamente, em local a ser definido, sobre os seguintes temas:

IDENTIFICAÇÃO DE OPORTUNIDADES NO MERCADO CHINÊS

Programação:

14h00 - Abertura
14h30 - Panorâmica sobre a China
15h30 - Características do Mercado Consumidor
16h00 - Intervalo para lanche
16h15 - Atrair investimentos e vender na China
17h00 - Debate
18h00 - Encerramento


Conteúdo de cada capítulo:

1.
Palestra Panorâmica sobre a China: Economia, Geografia, Cultura, História, Etnias, Política, Reformas 1979-2009, Desenvolvimento Social, Comércio Exterior, Perspectivas 2010-2030.

2.
Características do Mercado Consumidor: diferenças de renda e de desenvolvimento entre as regiões do Litoral, Norte-Nordeste, Sul e Centro-Oeste: províncias, regiões autônomas, regiões metropolitanas (municipalidades), as maiores cidades. Competitividade: custos de produção e infra-estrutura de logística.

3.
Realizar negócios na China: cultura de negócios; participação em feiras e rodadas de negócios; diferenças e semelhanças em política tributária, burocracia e contabilidade; promoção em supermercados e mercados populares; relacionamento com empresários e governantes chineses; pesquisas de mercado; planejamento estratégico para ingresso no mercado chinês: ações de curto, médio e longo prazos.

4.
Feiras em 2010 na China: com destaque para a realização, em Shanghai, da Expo Mundial, de maio a outubro, onde as cidades que sediarão a Copa 2014 terão espaço no estande do Brasil, coordenado pela Apexbrasil. Além desta, a Feira de Cantão, Chitec, SIAL etc (ao longo do ano, ocorrem cerca de 700 eventos na China continental, além de outros 100
que ocorrem em Hong Kong e Taiwan).

Convidado especialmente para atuar como monitor e palestrante principal do Workshop,
Vladimir Milton Pomar (Diretor de Negócios da BWP S/A, empresa ligada ao grupo BRASIF), já ministrou mais de 50 palestras sobre a China em federações de indústrias e outras entidades empresariais e governos, em 17 estados, desde 1997; e já realizou reuniões precursoras e seminários da APEX sobre o Brasil em várias províncias chinesas. Pomar atua, no Brasil e na China, na atração de investimentos, comércio exterior e relações institucionais, com empresas, entidades empresariais e governos municipais, estaduais e federal. Nesses 12 anos, passou quase dois anos na China, tendo visitado diversas feiras, e visitado 30 grandes cidades, de 15 províncias e regiões autônomas. Residiu em Beijing em 2007.

Também participará do Workshop o advogado
Marcelo de Oliveira Mello (sócio de MelloMartins - Advogados), que foi gerente jurídico da divisão internacional da PETROBRAS por quase 20 anos, onde foi responsável por coordenar todos os processos jurídicos relacionados a projetos de petróleo, gás e energia em quase 30 países, incluindo o processo de incorporação e atuação da Petrobras na China e larga experiência em fusões, aquisições e vendas de ativos, bem como compra, construção, projetos de financiamento e aluguel, redação e negociação de contratos para indústrias.

----

A título de "aperitivo", segue abaixo um resumo da matéria da News Week, de 26/10/2009, sobre a China.

Previsões sobre a China

1. A China sai como a grande vencedora da crise mundial.
2. Com o seu crescimento e sua capacidade de controle do sistema financeiro, a China ajudou a economia mundial a não cair numa recessão ainda pior.
3. Previsão crescimento PIB – 2009: 8.5%.
4. Reservas cambiais: 2,3 trilhões de dólares.
5. Investimentos no sistema ferroviário: 200 bilhões de dólares.
6. Novos aeroportos até 2012: 100.
7. 2º. e 3º. portos mais importantes do mundo (Shangai e Hong-Kong).
8. Novas rodovias: 70.000 km (particularmente nas regiões periféricas e nas áreas rurais, onde 40% dos vilarejos ainda não tem estradas asfaltadas).
9. Quatro das 10 mais importantes empresas mundiais na área das energias renováveis (solar, eólica e motores elétricos) já são chinesas.
10. Previsão de que até 2020 o piso social será a classe média.
11. Em 10 anos, o desequilíbrio entre as regiões desenvolvidas da costa e as atrasadas do interior será reduzido em 50%.
12. O número de empresas privadas passou de 20 milhões, em 1990, para 40 milhões, em 2009.
13. O consumo doméstico representa 37 % da economia e está crescendo. O restante da economia reside em investimentos privados ou públicos e em poupança. A China é o país com a mais alta taxa de poupança no mundo.
14. Investimentos em economia "verde": 218 bilhões de dólares.
15. A China já é o país que mais produz energia renovável e está se tornando exportador de tecnologias limpas.

Nenhum comentário:

.