titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Artigo "Pré-Sal e o Nordeste" gera comentários preconceituosos contra o Nordeste

Em artigo assinado para O Globo, postado durante o fim de semana, o Secretário de Energia do Estado, Jean-Paul Prates, defendeu a democratização das receitas governamentais que advirão do pré-sal e expôs alguns pontos de vista a partir da ótica norte-riograndense sobre o assunto. A íntegra do artigo encontra-se em http://oglobo.globo.com/blogs/petroleo/posts/2010/02/07/o-pre-sal-o-nordeste-264304.asp.

No entanto, surprende a quantidade e agressividade de comentários anti-Nordeste que surgiram ao pé da versão online do artigo. Com o objetivo de conscientizar a nossa opinião pública sobre o que alguns chegam a pensar (e, pior, escrever) sobre o Nordeste, fizemos uma seleção dos maiores absurdos (abaixo), para quem não conseguiu finalizar o cadastro gratuito do Globo Online. Observem:


"Até nisso nós do Rio vamos sustentar esses Nordestinos? Já não basta eles virem fazerem dúzias de filhos e destruirem as florestas? O posso Nordestino tem de tomar é vergonha na cara e voltar para a terra deles!!"
Nome: Altamiro Daniel costa neto
Apelido: Mumm-Raa
Email: danielcostanetorj@gmail.com

RESPOSTA DE JPP: Desculpe, mas vou deixar essa pra outros nordestinos responderem... Em matéria de lugar-comum e preconceito, este comentário é medalha de ouro! Pena levar a discussão para este nível.


"O petróleo do Pré-Sal só vai servir mesmo para encher mais os bolsos dos políticos nordestinos. Se a política é dividir riquezas, porque então não dividimos os minérios do Pará e Amazonas, o ferro de Minas e o carvão do sul? Já chega do restante do Brasil carregar o nordeste nas costas. Gerem suas próprias riquezas com trabalho e de preferência votando em políticos honestos e não nos coronéis de sempre. Chega de roubarem o Rio de Janeiro!
Já que o RG do Norte é líder em exploração terrestre, que tal dividir os royalts com todo o Brasil, como o Rio de Janeiro está sendo obrigado a fazer? E ainda tem a lata de vir a jornal carioca fazendo propaganda do seu estado? Fala sério!!!!!!"
Nome: Fatima Pinto
Apelido: seucreisson
Email: fativaz.br@gmail.com

RESPOSTA DE JPP: Primeiro tente assinar embaixo do que afirma com o próprio nome, como faço. Aí debateremos. Seu email é o mesmo de outro apelido e nome próprio acima... Quem é, afinal?


"Você é que não é ninguém para vir a um jornal carioca fazer propaganda da sua "políitica" e dos seu estado. Nunca antes havia lido seus blogs e foi a primeira vez q me deparo com sua opiniões infelizes. Até sua resposta aos comentário foi pouquíssimo fundamentada e bastante grosseira. Se manca, cara!"
Nome: Fatima Pinto
Apelido: seucreisson
Email: fativaz.br@gmail.com

RESPOSTA DE JPP: Não considero ter sido grosseiro em nenhum momento, ao contrário de alguns comentários como o seu. Mas, como disse, não debato com apócrifos. Quem se esconde por trás de apelidos e nomes falsos pode assacar o que quiser e não ter limites, inclusive quanto ao preconceito e à generalização.


"Vc quer é Roubar o dinheiro do petróleo do RJ! é muito fácil receber o dim dim sem ter q fazer nada...Mas o Nordeste é campeão em fazer isso, não produz nada de relevante p/ o país mas sempre se faz de coitadinho e exige um bolo de dinheiro p/ os seus políticos picaretas."
Nome: Izadora Borges
Apelido:
Email: zandor702@yahoo.com.br

RESPOSTA DE JPP: Cara Izadora. Como assim, "roubar o dinheiro do petróleo do RJ"? O petróleo é do RJ mesmo? Segundo a CF, não é bem assim. Aliás, saiba q, em 1997, qdo autoramos o Decreto que concedeu este benefício do jeito q é hoje, fizemos uma tremenda ginástica p/justificar o royalty como receita originária para o RJ e outros estados confrontantes, pois havia entendimentos de q NADA lhes seria devido em função do petróleo ser da União e localizar-se em águas FEDERAIS. Mesmo assim, nos inspiramos em paralelos de outros países e na lógica da compensação pela premência do E&P e do esgotamento das reservas para reservar maioria da repartição de receitas governamentais para os estados e municípios confrontantes - o q continuará valendo, inclusive para o Pré-Sal. Qto a "receber sem fazer nada", o que o RJ fez q o resto do Brasil não fez, para chegarmos ao Pré-Sal? Que eu saiba a Petrobras tem colaboradores, gestores e capital advindos de todo o Brasil... Sobre o "NE não produzir nada de relevante" prefiro nem comentar...


"Se o Pré-Sal fosse encontrado em litoral nordestino, duvido muito que os políticos de lá iriam querer dividir os royalties com o restante do Brasil. Ganância e hipocrisia são os unicos adjetivos que vejo para essa roubalheira que estão fazendo com o Rio."
Nome: Fatima Vaz
Apelido: facvp
Email: facvp@yahoo.com.br

RESPOSTA DE JPP: Calma... Lembre-se de que durante vários anos, antes das descobertas na Bacia de Campos, a Bahia e o RN produziram para o Brasil e sequer recebiam royalty algum.


"A legislação tributária prejudica o Rio de Janeiro, na cobrança do ICMS, que no caso do petróleo é cobrado no destino e não na origem, sendo aliás, o único produto em que isso acontece. Até nisso o Rio é garfado!"
Nome: Cris Lemos
Apelido: Lmos
Email: fati.vaz@hotmail.com

RESPOSTA DE JPP: O RN, a BA, SE, AL, ES, AM também estão na mesma situação que o RJ quanto a isso... Isso tem dedo de SP, MG, PR e RS - não do NE.

Nenhum comentário:

.