titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

RN é o campeão das novas eólicas do Brasil

O Estado do Rio Grande do Norte foi o primeiro colocado em projetos vencedores, em número de megawatts vendidos no Primeiro Leilão de Energia de Reserva Exclusivamente de Fonte Eólica da história do Brasil, realizado ontem.

O quadro abaixo descreve a classificação por estado:


Com este resultado alcançado no leilão, será viabilizada a construção de 23 novos empreendimentos de geração eólica no Estado, num total estimado de 657MW de potência instalada (atualmente, o RN tem 51,2MW em operação e 151,8 em construção = total 203MW).

Isso significa, portanto, que a participação bem sucedida do RN no leilão garantiu um numero de megawatts treze vezes maior do que a capacidade instalada atualmente. Assim sendo, as estimativas desta Secretaria de Energia, publicadas previamente pela imprensa estadual, foram confirmadas.

O leilão foi bastante disputado. Foram necessárias 75 rodadas uniformes e um rodada discriminatória para que se definisse os vencedores. Os contratos a serem firmados pelos empreendedores terão 20 anos de duração e serão contemplados na modalidade por quantidade, ou seja, as plantas vão entrar na base do sistema e sempre gerarão energia. A responsável pela compra dessa energia será a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, que repassará os custos para os consumidores por meio do Encargo de Energia de Reserva, que será recolhido pelas distribuidoras. O volume financeiro transacionado nesses contratos é de quase R$20 bilhões.

O Leilão, nacionalmente, resultou na contratação de 1.805,7 MW, a um preço médio de venda de R$ 148,39/MWh. O preço médio do RN foi de R$150,96 por MWh contratado. A relação dos projetos que negociaram no Leilão de Energia Eólica está disponível na página da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE na internet (www.ccee.org.br).

A região Nordeste foi a grande vencedora do certame. Do total, 66 projetos estão localizados lá.




No Rio Grande do Norte, Estado campeão em potência instalada, serão construídos 657MW de usinas.
Os empreendedores vencedores no RN foram Petrobras, Dobrevê Energia (Grupo Mawee), Consórcio Brasil dos Ventos (Furnas, Eletronorte, Bioenergy e JMalucceli), CPFL (Santa Clara) e Gestamp (na Serra de Santana). O Ceará aparece em segundo lugar com 542,7MW, a Bahia possui 390MW e Sergipe tem outros 30MW. No Sul, somente o Rio Grande do Sul venceu, com 186MW.

Nenhum comentário:

.