titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Mensagem do Secretário: Entrega das Licenças Ambientais da Refinaria Clara Camarão RPCC

Nesta sexta-feira, 02 de outubro, véspera do aniversário de 56 anos da Petrobrás, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte tem a satisfação de entregar ao Gerente Geral da Refinaria Potiguar Clara Camarão, Ney Argolo, o conjunto de licenças ambientais necessários para a obra de integração das unidades industriais, ampliação da capacidade de refino, construção da planta de gasolina e aprimoramento da infra-estrutura logística de escoamento (quadro de bóias).









T
rata-se de mais um compromisso que o Estado cumpre, no âmbito da sua missão de BEM RECEPCIONAR este importante empreendimento da Petrobras no RN.

Nos últimos 10 meses, a Secretaria de Energia do Estado trabalhou diuturnamente com a equipe do REFINO da PETROBRAS no sentido de propiciar TODO O APOIO e a ASSISTÊNCIA necessários para o desenvolvimento do empreendimento, ultrapassando obstáculos e lutando contra o tempo – para cumprir o cronograma previsto.

A integração entre o ESTADO e a PETROBRAS nunca viveu momento tão intenso e eficaz. São conquistas e investimentos, tanto na área de Exploração & Produção quanto nas áreas do Gás, da Energia Renovável, dos Biocombustíveis e do REFINO, representado por esta importante obra que é a Refinaria Clara Camarão.

Gostariamos de parabenizar a Petrobras, a equipe da Secretaria de Energia, o IDEMA e seu excelente quadro técnico e gerencial, pela integração de esforços para atingir este objetivo em tempo e qualidade hábil, e dizer que vamos continuar trabalhando desta forma, integrada e eficaz, em prol dos bons projetos para o RN.

Por exemplo, vamos agora envolve o DNIT, o DER e a SIN para trabalhar no plano de logística da refinaria, nas estradas de acesso, no projeto do terminal oceânico, nas possíveis plantas industriais (de fertilizantes, unidades petroquímicas – onde forem viáveis – e outras formas de agregar valor à produção de petróleo do Estado).



Informação de contexto:

As refinarias brasileiras estão recebendo mais investimentos devido à previsão de que o Brasil passará a ser um grande exportador de petróleo em breve, em decorrência da produção dos reservatórios do pré-sal.

A Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC) é uma das cinco unidades de refino projetadas pela Petrobras para elevar em 1,2 milhões de barris/dia até 2015, a capacidade de refino da Petrobras no Brasil que, atualmente, é de 1,9 milhões de barris/dia, volume que é superior à demanda nacional de derivados, atualmente em torno de 1,8 milhão de barris/dia. Com isso, o Brasil terá capacidade excedente de derivados, principalmente óleo diesel de alta qualidade, para exportação.

Com capacidade para processar inicialmente 30 mil barris de petróleo por dia e produzir derivados (diesel, glp e gasolina) para atender todo o mercado do Rio Grande do Norte e ainda o interior do Ceará e da Paraíba, a Refinaria Clara Camarão deverá entrar em plena operação em 2010. Como todas as refinarias da Petrobras, poderá refinar prioritariamente o petróleo produzido no Estado, mas também o petróleo pesado da Bacia de Campos e o petróleo leve do pré-sal.

A partir de estudos que serão desenvolvidos no âmbito do Termo de Compromisso que será firmado entre o Estado e a Petrobras no dia 19 de NOVEMBRO, na presença do Presidente Lula, a RPCC deverá ser ampliada em fases, buscando atingir a auto-suficiência do RN em refino até 2015.

Nenhum comentário:

.