titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

domingo, 18 de outubro de 2009

Desatando o novelo de Alegria

Os projetos de parques eólicos Alegria I e II foram ganhadores no leilão do PROINFA (programa de incentivo às fontes renováveis datado do final do Governo FHC) e, de 2002 até hoje, enfrentaram várias intempéries. Primeiro houve troca de acionistas, depois dificuldades com o fechamento de acordos com os proprietários das terras com a consequente demora maior no processo de análise do financiamento e necessidade de redefinições de projeto e contratações da obra, além dos licenciamentos ambientais que tiveram que ser atualizados de acordo com as variações que os projetos tiveram que enfrentar.

O Governo do Estado considera estes projetos como sendo de importância estratégica e estruturante para o Rio Grande do Norte. Por isso, a partir de meados do ano passado, a Secretaria de Energia, cumprindo orientação específica da Governadora Wilma de Faria, entrou em campo para prestar todo o apoio e assistência ao grupo investidor nos seus esforços para viabilizar e consolidar os projetos.

A primeira vitória, em julho deste ano, foi conseguir a renovação do prazo final de execução - que agora encontra-se estabelecido pela ANEEL para o final de 2010 (outubro, para Alegria I e dezembro, para Alegria II).

A segunda vitória foi a aprovação e, esta semana, a assinatura do contrato de financiamento do BNB para Alegria I (o projeto que incorpora todos os itens mais pesados do custeio - as instalações de conexão e transmissão, por exemplo). O processo de análise e aprovação da segunda parte (Alegria II) deverá transcorrer menos demoradamente. Alegria I, neste sentido, serve de "quebra-gelo" para este e muitos outros projetos eólicos perante o BNB, cuja competente equipe técnica e gerencial tem se esforçado por atender de forma eficiente e responsável.

Nenhum comentário:

.