titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

quinta-feira, 7 de maio de 2009

RN já tem 17 projetos inscritos para leilão das eólicas

O Rio Grande do Norte deve ser o estado brasileiro com maior número de projetos inscritos para o próximo leilão das usinas eólicas, previsto para novembro. Faltando mais de vinte dias para o prazo final da qualificação, que é o dia 29 deste mês, 17 projetos já foram apresentados à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), responsável pela inscrição, totalizando 766,3 mil megawatts (MW) de potência instalada, ou seja, mais do que a necessidade de consumo do Estado, que é de 600 MW.

Por orientação da governadora Wilma de Faria, o secretário de Energia do Estado, Jean-Paul Prates, está acompanhando, dia a dia, a inscrição de projetos no leilão e no Cadastro Estadual de Projetos Eólicos. Além disso, ele vem conversando regularmente com os investidores interessados com vistas a dar o apoio necessário por parte do governo estadual.

“Até agora, a Petrobras e a Bioenergy foram as empresas que mais inscreveram oficialmente projetos potiguares no leilão e, considerando que temos, no nosso Cadastro Estadual, 1.500MW em projetos (e mais outros 500MW sendo cadastrados esta semana), imaginamos que nos próximos 20 dias o Rio Grande do Norte deverá aparecer como o maior destaque em termos de projetos inscritos para o leilão”, destaca Jean-Paul Prates.

Até agora, o grupo Bionergy (através de várias subsidiárias) foi a que mais apresentou projetos para o próximo leilão das eólicas. Ao todo são 12 projetos, que juntos totalizam 570,3 mil MW de potência instalada, em usinas nos municípios de Pendências, Guamaré, Porto do Mangue e Galinhos. Em seguida está a Petrobras, com cinco projetos, todos no município de Guamaré, totalizando 126 mil megawatts.

Um comentário:

Roberto disse...

Jean Paul, eu gostaria de saber onde consigo ver a lista. Sou investidor interessado em entrar em projetos já inscritos. obrigado, Roberto Melo

.