titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

domingo, 31 de maio de 2009

Natal 2014: conquista de todos.

Este domingo é dia de festa em todo o RN. Com o maior merecimento e o maior empenho dentre todas as sedes anunciadas para a Copa 2014, a nossa capital NATAL saiu da condição de "zebra" e galopou lindamente para conseguir o último e mais disputado posto da lista de 12 cidades brasileiras que receberão os jogos oficiais do certame.

A missão não foi fácil. Desde o início, sabia-se que estavam em disputa, mesmo, 2 vagas. Senão vejamos: Rio, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre jamais ficariam de fora, por serem simultaneamente os principais centros futebolísticos e econômicos do País. Brasília, por razões institucionais e políticas; Salvador, por ser uma quinta força e recorrente recorde de público no futebol brasileiro; Fortaleza e Recife em virtude das afinidades políticas e dos atrativos turísticos nordestinenses mais badalados. Além disso, sabia-se que havia a reserva para duas sedes ecológicas (uma amazônica, outra pantaneira) que fariam uma disputa regional à parte. A disputa direta de Natal era, portanto, contra nada menos que Florianópolis, Curitiba, Goiânia, Manaus, Belém ou Rio Branco (quem sobrasse de ser sede amazônica), Cuiabá ou Campo Grande (quem sobrasse de ser sede pantaneira).

Por mais que venham a aparecer vários "pais" durante a evolução do processo de candidatura, e sem tirar o mérito daqueles que lá atrás, em 2006/7, iniciaram contatos com a CBF a respeito, não há quem tire a maternidade desta conquista da Governadora Wilma de Faria, comandante da Força-Tarefa encarregada de elaborar o dossier final e oficial de Natal 2014 contendo o projeto vencedor.

A Governadora, que sabidamente gosta de uma boa disputa, decidiu comprar esta briga quando começaram a se configurar mais definidamente as regras e critérios de seleção. Até esta data, as conversas com a CBF e em geral sobre o assunto versavam sobre várias incertezas e a própria organização da disputa ainda pecava pela falta de clareza quanto ao que deveriam apresentar as candidaturas.

Até meados do ano passado, haviam chegado duas propostas diferentes à CBF a respeito da capital potiguar. A candidatura de Natal balançou seriamente por isso. A Governadora foi informada e imediatamente decidiu organizar o processo, chamando Prefeitura e Governo do Estado a somarem esforços e formando uma Força-Tarefa dentro da Administração Estadual para tratar com prioridade absoluta do projeto.

No final do ano do ano passado, o Secretário de Estado de Turismo Fernando Fernandes foi enviado ao Rio de Janeiro para uma apresentação-relâmpago sobre Natal e ganhou um prazo de alguns dias para apresentar um dossier que consolidasse a proposta de Natal e contivesse aprimoramentos quanto à parte de infra-estrutura e projeto da arena. Seguiram-se debates intensos (e até passionais) sobre a derrubada do Machadão e do Centro Administrativo - única solução para localizar a nova arena em local amplo o suficiente e regularizado fundiariamente. A Força-Tarefa do Governo do Estado encarregou-se da contratação dos melhores especialistas em projetos desportivos de grande porte, e providenciou em tempo hábil toda a documentação, dados econômicos, técnicos, logísticos e sócio-ambientais necessários para compor o dossier da candidatura.

Disso resultou o irretocável projeto da Arena das Dunas, e toda a sua estrutura circundante e proposições de intervenções urbanísticas, logísticas e infra-estruturais. Sub-projetos nas áreas de hotelaria, segurança pública, transporte coletivo, acessibilidade e inserção internacional foram acrescentados ao dossier de candidatura. O trabalho foi coroado com a visita da delegação da FIFA, em 6 de fevereiro. Na ocasião, uma sequência bem montada de palestras, conversas de bastidores, sobrevôos e hospitalidade natalense deram o empurrão final no convencimento dos conselheiros da entidade maior do futebol mundial.

Resta-nos agora mobilizar a todos para preparar Natal e o Rio Grande do Norte para se beneficiarem efetivamente desta grande conquista - um fato histórico que poderá mudar a nossa capital e o nosso estado para sempre.

Parabéns ao RN! Parabéns a Natal! Que os herdeiros desta conquista saibam zelar pelo seu máximo aproveitamento gerando apenas resultados positivos para todos.

Nenhum comentário:

.