titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Missão à Holanda: Primeiro Dia.

O primeiro dia da agenda da Governadora Wilma de Faria na Holanda foi dedicado à discussão sobre os investimentos e conhecimentos técnicos relacionados com o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Pela manhã, a governadora visitou o Aeroporto de Schiphol, uma dos principais portas de entrada de passageiros e cargas da Europa e um dos maiores e mais eficientes aeroportos do mundo. A delegação norteriograndense foi guiada pelo Arquiteto Gerard Van Der Veer, Chefe do Depto de Arquitetura Aeroportuária da empresa NACO (Netherlands Airport Consultants), especializada no desenvolvimento de projetos aeroportuários sob o conceito de cidade-aeroporto ("Airport City"). A Governadora circulou por todas as áreas internas do aeroporto, e ouviu explicações detalhadas sobre as exigências logísticas, estratégicas e comerciais para ter um empreendimento aeroportuário bem sucedido, sem depender apenas das tarifas aeroportuárias.

Schiphol é uma "cidade-aeroporto" com mais de 60.000 empregos diretos, resultantes da expansão gradual do aeroporto original de Amsterdam - um processo iniciado na década de 60 e realizado em 4 etapas. O Plano Diretor de Schirpol é atualizado a cada 5 anos, e mantém a concepção de um complexo comercial, hoteleiro, industrial e de escritórios cercado pelos terminais de passageiros e cargas, de forma a integrar as atividades e tornar eficiente a circulação de passageiros e mercadorias - ao mesmo tempo gerando receitas, emprego e atividade econômica em todo o entorno do Aeroporto.

Schiphol é operado por uma empresa de mesmo nome, especificamente destinada a esta função, com participação do Governo da Holanda, das Prefeituras de Amsterdam e de Rotterdam e da empresa Aéroports de Paris S.A. A empresa Schiphol é gerida com todas as exigências de transparência e eficiência de uma empresa privada, vedada a intervenção governamental no "negócio" da operação do aeroporto - exceto nas questões relativas ao controle de tráfego aéreo (matéria de caráter estratégico). No mais, a empresa tem mais de 40% de sua receita advinda da exploração das áreas comerciais. Outros 30% da receita resultam do aluguel de escritórios para sedes de empresas como a Microsoft e outras.

Em seguida, o grupo almoçou no próprio aeroporto (no Hotel Sheraton, integrado ao Terminal 3 de Schiphol) com diretores do Grupo Schiphol e da empresa NACO, que além de ter projetado o aeroporto, atua regularmente no acompanhamento e projetos de expansão e aprimoramento constante das instalações. Durante o almoço, a Governadora também encontrou-se com o diretor da empresa Fly Brasil, Ad van der Molen, que opera um vôo charter regular entre Amsterdam e Natal.

À tarde, em Haia, capital administrativa da Holanda, a Governadora foi recebida pelo Ministro de Estado dos Transportes, Serviços Públicos e Gerenciamento de Águas, Camiel Eurlings, responsável pelo convite oficial à Governadora para a visita à Holanda. Eurlings, que faz parte do Partido Democrata Cristão (atualmente no poder) e é cotado para a sucessão do atual Primeiro Ministro da Holanda, revelou-se um conhecedor e admirador do Brasil e, em especial do RN. Surpreendeu a todos ao iniciar a reunião com várias frases em português, e revelou que já esteve no Estado, tendo visitado Natal e Pipa, há 5 anos atrás.

A Governadora falou da importância do intercâmbio de experiência técnica com a Holanda nas áreas de logística aeroportuária e portuária, e saudou o interesse das empresas holandesas em investir no Aeroporto e no Terminal Oceânico (Porto) do RN. O Ministro confirmou o grande interesse da Holanda nos projetos de infra-estrutura e logística no Brasil e, especialmente quanto ao RN, declarou que as empresas holandesas estão acompanhando o processo de Parcerias Público Privadas que está em curso para a execução e operação do Aeroporto de São Gonçalo e para o novo porto.

"Admiramos o Brasil pela forma com que tem enfrentado a crise financeira mundial, sem retrair planos de investimento e servindo-nos de modelo para estimularmos o nosso povo a reagir e trabalhar contra o desânimo causado pela recessão global. Queremos que as empresas holandesas sigam o mesmo espírito de reação, investindo agora para colher bons frutos assim que a crise passar" asseverou Eurlings.

O Ministro colocou ainda o Governo e o seu Ministério em especial, para apoiar a aproximação entre os investidores e o Estado do Rio Grande do Norte. A Governadora renovou o convite para que o Ministro venha em visita oficial ao Estado. Ao final, presenteou a Governadora com um livro de ilustrações sobre a Holanda e confirmou que estará de volta ao Brasil em breve, e que incluirá uma vinda ao Estado, reiterando o apoio e desejando sucesso nos empreendimentos conjuntos de holandeses e norte-riograndenses.

Em todas as visitas técnicas e reuniões de hoje, a Governadora esteve acompanhada do Presidente da FIERN, Flavio Azevedo, e dos Secretários de Turismo, Fernando Fernandes, e de Energia e Assuntos Internacionais, Jean-Paul Prates. Na audiência com o Ministro Eurlings, a delegação foi acompanhada também pelo Embaixador do Brasil na Holanda, José Arthur Denot Medeiros.

Nenhum comentário:

.