titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Governo do RN e holandeses farão estudo para reestruturação do Porto de Natal

O Governo do Estado vai assinar um acordo de cooperação técnica com a Província da Holanda do Norte para elaboração de um estudo voltado para a solução de problemas de calado e de dragagem no Porto de Natal. O acordo foi acertado nesta quarta-feira (27) pela governadora Wilma de Faria e pelo diretor da Associação dos Portos de Amsterdã (Amports), Wim Ruijgh, durante visita oficial ao porto da cidade, o quarto maior da Europa e o primeiro do continente na movimentação de combustíveis, que possui características de similares ao porto natalense.

Assim como o porto de Natal, o Porto de Amsterdã está localizado em área de encontro do rio com o mar e também passou por problemas de dragagem e de baixo calado, o que impedia e entrada de embarcações de maior porte no local. "Viemos conhecer a experiência dos holandeses na superação destes problemas. A idéia do acordo é compartilhar da experiência do Porto de Amsterdã e discutir soluções que sejam viáveis para os portos do Rio Grande do Norte", destacou a governadora Wilma de Faria, referindo-se aos portos de Natal e de Areia Branca.

De acordo com o secretário de Energia e Assuntos Internacionais do Estado, Jean-Paul Prates, que integra a comitiva do Rio Grande do Norte à Holanda, o acordo entre o governo potiguar e a autoridade portuária de Amsterdã (que congrega mais de duzentas entidades entre federações do comércio, sindicatos e grupos investidores) deve ser assinado nos próximos trinta dias. "O estudo de viabilidade portuária com soluções possíveis para os portos do Estado, com base na experiência holandesa, deve ficar pronto até o final deste ano", informa o secretário. O estudo, segundo ele, deve ser realizado pela empresa de consultoria Ballast Nedan, que se ofereceu para contribuir com o projeto.

INVESTIDORES – A ida da comitiva liderada pela governadora Wilma de Faria à Holanda chamou a atenção dos investidores daquele país. Um dos grupos que manteve contatos com o governo do Rio Grande do Norte foi a D-BID, cujos investidores expressaram à governadora o interesse em firmar parcerias com o Estado para reestruturação do Porto de Natal e para as obras da Arena das Dunas (caso Natal seja confirmada como uma das cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol em 2014) e do aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Nenhum comentário:

.