titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Governadora Wilma de Faria promove convênios e parcerias na Espanha nesta quinta-feira

MADRI, Espanha - A agenda da governadora Wilma de Faria na Espanha, durante esta quinta-feira (28), incluiu o encaminhamento de convênios com conglomerados empresariais reconhecidos mundialmente e voltados à exploração e produção de petróleo, energias renováveis e biocombustíveis. A governadora também promoveu entendimentos com o Club Atlético de Madrid para firmar parceria na implantação de centros sociais de treinamento e recuperação de jovens no Estado potiguar. Houve ainda visita ao Salão Imobiliário de Madri para visitar o estande do Rio Grande do Norte montado no evento e entendimentos para as obras do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante.

Durante a manhã, a governadora esteve com o presidente da Cepsa, a segunda maior empresa de petróleo d
a Espanha, com operações espalhadas em diversos continentes e também no estado brasileiro da Bahia. Segundo o Secretário de Energia e Assuntos Internacionais, Jean-Paul Prates, a diretoria da empresa manifestou interesse na exploração do petróleo em terra e águas rasas da bacia potiguar. O secretário afirmou que o projeto do Centro de Tecnologia de Petróleo em Terra (CT-PET), a ser instalado em Mossoró, causou boa impressão ao diretor corporativo da Cepsa, Fernando Maravall. O Centro vai ser instalado com recursos do fundo setorial dos royalties, Governo do Estado e iniciativa privada. O projeto está pré-aprovado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), segundo Jean Paul. Será um centro de excelência para exploração e produção de petróleo em terra e águas rasas. Jean-Paul afirmou que a diretoria da Cepsa comparou a similaridade do ambiente operacional do projeto com outros já implantados na América Latina e norte da África, onde a empresa já trabalha. "Disseram ainda que o projeto será importante centro de exportação de tecnologia", disse o secretário.

Em seguida, a governadora visitou o Salão Imobiliário de Madri, onde concedeu entrevistas à imprensa local e verificou a movimentação intensa no estande do Rio Grande do Norte. Segundo Jean-Paul, a governadora comentou na imprensa da importância do Estado prestar apoio ao setor imobiliário para mostrar que o Rio Grande do Norte tem muito a oferecer mesmo durante o período de crise financeira. "É importante esse apoio e divulgação do Estado em eventos como este durante uma época de pouca capitalização porque o Rio Grande do Norte pode captar investimentos que não estão sendo empregados na Europa", comentou o secretário.

Durante o alm
oço organizado pela Associação Empresarial Eólica (AEE) – entidade que reúne as principais empresas do setor na Europa –, Wilma de Faria esteve reunida com altos executivos do setor eólico de Portugal, Espanha e Dinamarca, que viajaram especialmente para o encontro. Também participou do almoço o deputado do parlamento do reino da Espanha, Antonio Erias, presidente da Comissão de Indústria e Comércio do parlamento espanhol. Na oportunidade, Jean-Paul Prates explicou e discutiu com as empresas aspectos do leilão federal que ocorrerá em novembro e questões importantes para o setor, como regulação, especulação imobiliária e infraestrutura de transmissão. Entre os executivos presentes, representantes da empresa espanhola Iberdrola (proprietária da Cosern e do parque eólico de Rio do Fogo) a EDP (das maiores empresas investidoras em energia renovável do mundo) a dinamarquesa Vestas (que recentemente esteve em Natal para anunciar a implantação de um centro de manutenção de turbinas eólicas no Estado) a empresa espanhola Gamesa e o Centro de Energias Renováveis da Espanha (Cener) – o maior centro de pesquisa em energia renovável da Europa. A governadora promoveu parceria com a Cener e o CTGás para transformar o CTGás em centro de excelência em gás e energia renovável. Ao final do almoço, durante pronunciamento, a governadora agradeceu o interesse manifestado pelas empresas em investir no Rio Grande do Norte e convidou a todos para estarem presentes em Natal.













À tarde, a delegação do RN esteve reunida com o Club Atletico de Madrid. A Governadora Wilma de Faria foi recebida na sala de troféus do Estádio Santiago Bernabeu, um clássico templo do futebol espanhol. O encontro versou sobre um projeto social que o clube madrilenho deseja desenvolver no RN, por influencia do potiguar Cassio Romano (diretor da Casa do Brasil), com vistas a montar centros de treinamento e também re-socializar menores delinquentes. A Governadora foi recebida pelo próprio presidente do Clube, Enrique Cerezo Torres, que apresentou uma versão preliminar do projeto à delegação do RN. Esteve presente, comentando aspectos do
projeto e provendo dados sociais sobre o assunto no RN a presidente da FUNDAC, Graça Motta.














Em seguida, a Governadora e seus auxiliares estiveram reunidos com investidores e empresas espanholas interessadas no empreendimento do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Comentou-se sobre os prazos e a formulação dos editais para a obra e operação do futuro "hub" aéreo para cargas e passageiros.








No início da noite, a Governadora recebeu em audiência no hotel ao Vice Governador e Secretário de Fazenda do Governo de Navarra, Álvaro Miranda e com o Secretário de Inovação, Empresa y Emprego d
o mesmo estado espanhol, José Maria Roig. O encontro, que também foi acompanhado pelo Secretário de Energia do Estado, visou finalizar entendimentos para o acordo de cooperación que os dois estados deverão assinar no próximo dia 18 de junho para intercambiar experiências técnicas, regulatórias e empresariais para o crescimento das energias renováveis, entre outros assuntos.

A Navarra tem 67% de sua demanda energética atendida por recursos renováveis - eólicas, solar e biomassa. O estado ganhou recentemente a distinção de honra da Comunidade Européia por gestão energética modelar.

O intenso dia de trabalho foi encerrado com um jantar oferecido pelo SECOVI-RN em homenagem e agradecimento à Governadora, onde foi feito um balanço dos atuais desafios do mercado imobiliário no mundo e no Brasil.

Nenhum comentário:

.