titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Programa Estadual de Agroenergia tem módulo em cooperação com o Japão

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através das entidades co-participantes (Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca - SAPE; Secretaria de Planejamento e Finanças – SEPLAN; Secretaria de Energia e Assuntos Internacionais - SENINT; Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN - EMATER-RN; Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte - EMPARN; Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN, e Universidade Federal do Semi-Árido - UFERSA) assina nesta sexta-feira, 16/JAN, Acordo de Cooperação Técnica com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) relativo ao Projeto de Inclusão Social através do Incentivo à Produção de Culturas para Geração de Bioenergia na Região Oeste do Estado do Rio Grande do Norte.
O objetivo do projeto é, em uma determinada região inicial, organizar um modelo de cadeia produtiva de pequena escala - desde o cultivo, esmagamento até a comercialização - com vistas a elevar e consolidar a renda de agricultores familiares com a produção de óleo de girassol destinado à produção de biodiesel.

A área beneficiada incluirá localidades sob abrangência dos Escritórios Regionais da EMATER em Pau dos Ferros (Pau dos Ferros, São Francisco do Oeste, Rafael Fernandes, São Miguel, Encanto e Francisco Dantas, Alexandrina, Tenente Ananias, Marcelino Vieira, José da Penha e João Dias) e da EMATER em Umarizal (Lucrécia, Frutuoso Gomes, Almino Afonso, Umarizal, Patu, Messias Targino, Olho D’Água dos Borges, Martins, Serinha dos Pintos e Rafael Godeiro) localizados na Região Oeste do Estado.

---

O projeto com a JICA encontra-se inserido no âmbito maior do Programa Estadual de Agroenergia (PROAGE-RN) que encontra-se em fase final de re-organização e que engloba, além do módulo com a JICA que ocorre apenas no Alto Oeste, uma ampla parceria com a Petrobras Biocombustíveis S.A. - PBIO cujo Termo de Compromisso deverá ser assinado em Fevereiro próximo, e outro módulo de análise e testes relativo a pinhão-manso - que também será detalhado em breve.

Pelo PROAGE-RN, estão previstos pelo menos 5 pólos produtores a serem estabelecidos no Estado, nas regiões de Mossoró-Apodi, Vale do Assu, Mato Grande e Agreste também serão contempladas com zoneamento agrícola para agricultura familiar, fornecimento de sementes e assistência técnica, metas de produção e produtividade, infra-estrutura de coleta de grãos e óleo, contrato de compra de safra por 5 anos e mecanismos de financiamento da produção.

Nenhum comentário:

.