titulo

SustentHabilidade

Opinião e realizações

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Governadora inaugura Central do Investidor e lança Cadastro Estadual de Projetos Eólicos


O Governo do Estado criou um mecanismo para identificar potenciais investidores interessados na produção de energia eólica e traçar um completo perfil do setor. O Cadastro Estadual de Projetos Eólicos será lançado nesta segunda-feira (22), às 10h, pela governadora Wilma de Faria, durante a solenidade de inauguração oficial da Central do Investidor, em Natal. De acordo com o secretário de Energia e Assuntos Internacionais do Estado, Jean-Paul Prates, o cadastro é indispensável para que o governo possa desencadear ações de mobilização de investidores e fornecedores e de priorização dos projetos viáveis de implantação de novas usinas.

"Sabemos que há muitos grupos interessados em investir em energia eólica, aproveitando o potencial do Rio Grande do Norte, que é o estado brasileiro que oferece as melhores condições de vento para geração de energia. Mas as informações são desencontradas, não existem regras claras para o setor e faltam dados técnicos e reais sobre esses projetos. Por isso o cadastro é tão importante", enfatiza o secretário. O Cadastro pode ser acessado através do endereço eletrônico www.centraldoinvestidor.rn.gov.br.

Jean-Paul Prates explica que as informações que deverão ser repassadas pelos potenciais investidores no Cadastro Estadual de Projetos Eólicos serão as mesmas exigidas pela Empresa de Planejamento Energético (EPE), ligada ao Ministério das Minas e Energia, nos leilões para implantação de novas usinas eólicas. "Nossa expectativa é de que um novo leilão seja realizado até maio do ano que vem e que o Rio Grande do Norte seja contemplado com um número de projetos superior ao que foi acertado no último leilão do Proinfa (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica)", afirma.

Atualmente, dois parques eólicos estão em funcionamento no Estado, um no município de Rio do Fogo, com produção de 49,5 megawatts, e outro experimental, da Petrobras, que produz 1,5 megawatt. Outros dois projetos aprovados no último leilão do Proinfa, Alegria I e II, aguardam a regularização fundiária das áreas para que possam ser iniciados. Além de produzirem uma energia limpa, livre de poluição, as usinas de energia eólica serão decisivas para tornar o Estado auto-suficiente na geração de energia elétrica, passando da atual condição de importador para exportador de energia.

CENTRAL DO INVESTIDOR - Além de lançar o Cadastro Estadual de Projetos Eólicos, a governadora Wilma de Faria irá inaugurar oficialmente a Central do Investidor. O prédio, que funciona na avenida Hermes da Fonseca, 505, no bairro de Petrópolis, em Natal, abriga tanto a Central do Investidor (vinculada à Agência de Fomento do Estado, AGN) quanto a Secretaria de Energia e Assuntos Internacionais. As instalações incluem uma estrutura de apoio voltada para o atendimento direto ao investidor, com o objetivo de desburocratizar a tramitação dos processos para abertura de novas empresas e facilitar a interação entre as Secretarias de Estado e os empreendedores.

Na mediateca (biblioteca multimedia) da Central do Investidor, o empresário encontra informações sobre as vocações e potencialidades do Estado e recebe orientações que vão desde o processo de implantação das empresas até o intermédio de mecanismos de financiamento e de concessão de licenças ambientais. O núcleo, que vem funcionando desde março deste ano,foi implantado pela Governadora dentro das ações da Agenda do Crescimento, criada em 2007 para acelerar a captação de investimentos para o RN. "A Central é um lugar com grandes oportunidades, onde investidores estrangeiros e brasileiros têm acesso a inúmeros serviços e informações sobre aspectos físicos, geográficos, ambientais, demográficos, sociais, políticos e econômicos do Estado. Tudo de forma simples, prática e completa", garante Wilma de Faria.

Nenhum comentário:

.